TRIAL E TRIALEIROS

O trial é a modalidade esportiva mais refinada no mundo do motociclismo de competição.

Não é uma competição tradicional onde os pilotos desenvolvem altas velocidades e o vencedor geralmente é aquele que cruza primeiro a linha de chegada.

O segredo do Trial está na habilidade em transpor os mais difíceis obstáculos, onde visivelmente parece até mesmo impossível ultrapassá-los.


Jorge Cancella

O trial teve início na 1ª grande guerra mundial, quando alguns soldados ingleses tinham nos raros momentos de descontração o costume de com suas motos tentar superar alguns obstáculos naturais sem tomar qualquer tipo de apoio.

A palavra trial, de origem inglesa, significa ajuizar, observar; ou seja, quando o piloto com sua moto está em ação para superar um obstáculo e cumprir a seção de trial, sempre tem um fiscal observando a sua manobra e o ajuizando na pontuação que é a perda de pontos à cada toque que fizer dentro da zona de pontuação na seção demarcada.


Capivara - 1º Trial Indor do Litoral - 1988 / Trial em Americana - SP, 1986

As primeiras, senão, a primeira moto de trial a chegar ao Brasil, de que se tem noticia, foi através de Carlos Coachmann, o conhecido Carlão, ícone do motociclismo paulista e pai do Carlãozinho da Revista Motociclismo; que sempre usou suas Montesas nas trilhas e preferia não participar como piloto nas competições de trial.

Por volta de 1984/85, Geraldo Coelho, o gegê, hoje diretor de trial da CBM, e outros aficcionados do trial realizaram as primeiras competições de trial no Brasil; a partir de 1986, o paulista Fredy Tejada, hoje representante da marca espanhola Gas Gas no Brasil, se encantou com o trial e partiu para a europa para conhecer de perto e aprimorar as técnicas na melhor escola de trial da época.

De regresso ao Brasil Fredy deu vários cursos de trial e começou a promover o Campeonato Paulista e Brasileiro de Trial, a partir de então começaram a surgir os grandes nomes do trial brasileiro: pilotos como: capivara, Caio Salerno, Rodrigo Moutinho, Carlãozinho Coachman, Claudio Penteado e vários outros.


3ª Paranaguamoto - 2002

No Paraná tudo começou com o sucesso alcançado em uma apresentação de Trial Indoor dentro de um ginásio de esportes, em Paranaguá, em outubro de 1988, comandados pela Trialsports de Fredy Tejada, à convite do pessoal do Moto Clube Paranaguá.

Os pioneiros no trial paranaense foram: Jorge Cancella, Eduardo Mikoda, Paulo Duleba, Ernesto Greinert, Carlos "sapateiro", Ricardo Magalhães e outros.


3ª Copa Lubrax - 1993

Em julho de 1989, aniversário da cidade, deveria acontecer o 1º Trial Open de Paranaguá, tudo pronto, até dois canais de televisão vieram na véspera para entrevistar os pilotos no local da prova, mas a natureza conspirou contra os organizadores e choveu intensamente a noite toda, no domingo, pela manhã a pista estava intransponível; e a prova inaugural do trial passaria para a cidade de Antonina, em agosto daquele ano; que também foi um sucesso tremendo, com grande apoio da prefeitura local.

No final de 1994, inicia-se a época de ouro do trial paranaense, começa a vigorar em Paranaguá, a Lei de Incentivo Fiscal ao Esporte Amador de Paranaguá, através desta lei, empresas de Paranaguá passam a patrocinar o esporte amador da cidade. É criado o Projeto Esportivo Pró Trial do Litoral, com um local próprio para treinamentos tem inicio a escolinha de Biketrial; os pilotos parnanguáras começam a se destacar no cenário esportivo estadual e nacional.

São realizados vários eventos de grande sucesso de público e midia, com várias etapas do trial paranaense tendo destaque nos melhores jornais da região, revistas nacionais especializadas, inclusive na revista Veja, programas esportivos de rede nacional como Placar Eletrônico da Rede Globo, etc.

Em 1996, o piloto parnanguára, Jorge Cancella, ganha o terceiro titulo paranaense de Trial Open e é consagrado vice-campeão Brasileiro de Trial.

À partir de 1997, foi desativado o Projeto Esportivo Pró Trial do Litoral. Em 2001, o piloto parnanguára, Jorge Cancella, tetra-campeão paranense, conseguiu montar uma equipe de trial, com dois pilotos de moto e um de biketrial, fizeram algumas apresentações de sucesso e em 2002, novamente deram um stand by no trial.

PILOTOS DE TRIAL

Jorge Cancella - Diretoria
Eduardo Mikoda - Diretoria

 

Quem somos l A diretoria l Fale conosco l Fala presidente l Natal no mato e ilhas
Campanha do agasalho l Trial e trialeiros l Motocross e pilotos l Trilhas e trialheiros
Pista do aeroparque l Pista do marreco l Calendário l Notícias
Classimotos l Galeria de fotos