TRILHA NA QUINTILHA EM 07/10/2006

Após receber a benção nas motos, em frente à Catedral de Paranaguá em homenagem ao dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Rosário, o grupo Javalama (Everaldo, Mikoda, Cesar, Alvaro, Fernando, Rodolfo e Elias) seguiu firme para mais um dia de muita adrenalina. No deslocamento de Paranaguá até Quintilha arrebentou a emenda da corrente da Tornando do Álvaro, mas isto não foi problema para o grupo, pois com as habilidades dos "mechânicos" e as ferramentas adequadas do Mikoda o conserto ficou pronto em apenas 10 minutinhos.

Chegamos na Quintilha às 11:00 h e após encomendarmos o almoço no Restaurante do Sr. Daniel, fomos testar o nosso equipamento de comunicação na trilha (02 rádios Motorola). O primeiro a subir a Trilha do Visual foi o Álvaro, que ia chamando os demais pelo rádio quando a trilha ficava liberada. O equipamento funcionou muito bem, chegando a um alcance aproximado de 01 km em mata fechada. Este equipamento será utilizado também na Trilha do Telégrafo, em Cananéia, nos dias 11 e 12/11/2006.

Depois de enfrentar a lama e as raízes na Trilha da Polenta o pessoal foi obrigado a fazer um pit stop na caixa d'água para repor as energias. Depois desse refresco seguimos para a Trilha da Tobogã, via Trilha da Caixa D'Água, Trilha da Samambaia e Trilha da Escadinha. No início da Trilha da Samambaia o César encontrou uma pedra no caminho e acabou comprando, à vista, um lote muito bom, bem seco, limpo e alto.

Seguimos em frente pela Trilha da Escadinha, onde demos uma arrumada na laje do rio, colocando uma pedra como calço para a roda não escorregar para baixo.

 

Após passarmos pela trilha da escadinha chagamos na Trilha do Tobogã. Por lá as coisas estavam muito lisas. Após grande esforço físico e muita garra conseguimos chegar até antes do último top, todos tentaram subi-lo mas ninguém conseguiu, devido ao terreno estar muito molhado e o início da subida ser num terreno em declive para a lateral esquerda. O mais legal foi quando eu, Bonsenhor, fui tentar também e após a moto parar no meio da subida, voltei de ré capotando uns 05 metros junto com a moto. Depois deste tombo a Trilha do Tobogã já tem uns 20 donos.

Por volta das 14:00 h fomos desfrutar de um delicioso almoço (carne com batata, macarrão, arroz e salada)  no restaurante do Sr. Daniel e Dona Elza. Após um merecido descanso seguimos pela Trilha of the Tiger. A parte da tarde foi a mais divertida, pois os tombos foram mais constantes devido ao cansaço nos braços. O primeiro a beijar o chão foi o Fernando com sua XR-200, depois o Mikoda foi prejudicado pela raiz que estava ali no meio do caminho, mas ele desceu e aí sim subiu bonito.

O mais legal foi a subida do Álvaro, batizada de "o piloto sumiu",  pois após tentar subir pela direita, acabou largando a moto no meio do caminho. Como vocês podem ver na foto abaixo a moto subiu e o piloto ficou só olhando. O Rodolfo também subiu pela direita, após 02 tentativas frustradas, com sua GasGas de Trial.

O César bateu forte no meio da Trilha do Visual, graças a Deus foi só um susto. Vejam na foto o estrago que ele fez na árvore, chegou a tirar a casca com o cotoveleira e o capacete.

 

Quem somos l A diretoria l Fale conosco l Fala presidente l Natal no mato e ilhas
Campanha do agasalho l Trial e trialeiros l Motocross e pilotos l Trilhas e trialheiros
Pista do aeroparque l Pista do marreco l Calendário l Notícias
Classimotos l Galeria de fotos